domingo, 21 de agosto de 2011

Cantor de Uberlândia é uma das atrações da 56ª Festa do Peão de Barretos

O cantor de Uberlândia (MG), Gui Ferreira, tem presença confirmada na 56ª Festa do Peão de Barretos. O artista estará no Espaço Culturando, na próxima quinta-feira (25/08), a partir da 0h30, para fazer uma grande apresentação. 

Gui Ferreira irá representar o Triângulo Mineiro e o Alto Paranaíba no palco que recebe artistas de diversos estados do País. Noventa atrações estão programadas para o Espaço, entre os dias 18 e 28 de agosto, um verdadeiro brinde à caipirodiversidade. 

O Culturando é uma iniciativa da Associação de Gestão e Cultura do Interior Paulista (AGCIP), em parceria com o grupo Os Independentes, responsável pela organização da festa de peão de Barretos – considerada a maior da América Latina. O Espaço faz parte da programação da festa há quatro anos e tem como objetivo divulgar a arte e a cultura nacional e revelar novos artistas. 

Será a primeira apresentação de Gui Ferreira em Barretos. O artista, que já conquistou fãs no Alto Paranaíba mineiro, Sul de Minas e interior de Goiás, é uma das grandes apostas dos organizadores do Espaço Culturando, para divulgar a música sertaneja universitária, estilo do cantor. 

Trajetória
Mesmo antes de lançar o primeiro álbum, em janeiro deste ano, os hits de Gui Ferreira já tocavam nas rádios do Alto Paranaíba Mineiro. A música "Mulher Tsunami", primeira faixa do CD, chegou a ocupar o topo das mais pedidas em uma das rádios da região e também no Sul de Minas Gerais.

Sinal de que o primeiro CD (Gui Ferreira - Ao Vivo) promete grande sucesso. O álbum, produzido por Emílio Borges (Emilinho), reúne faixas para agradar a todos os gostos. Uma mistura de Pop com Sertanejo, sem deixar de lado a música "Sertaneja Raiz" que é um estilo muito apreciado pelo cantor.

Ao todo são 10 faixas. A grande aposta é a música "Mulher Tsunami" que vem embalada com os hits "Super Poderosa", "Caso Complicado", "Já Virou Zoeira", "Pode Falar", entre outros. A lista também conta com a regravação das músicas "Anjo Loiro" e "Mistério", num pout-porri em homenagem às duplas consagradas no meio sertanejo: Milionário e José Rico e Matogrosso e Mathias.

O Axé também ganha acordes sertanejos no CD de Gui Ferreira. As músicas "Te Espero No Farol" e "E Agora" remontam outro pout-porri. Uma aposta para conquistar o público jovem. Nessa linha, a regravação de "Tão Seu" - grande sucesso da década de 90 -, gravada pela banda de rock Skank, também é uma grande promessa para agradar quem gosta do estilo.

Os shows de Gui Ferreira têm agradado a todos os públicos. O repertório é muito animado. Além das músicas do CD, outros hits que estão nas paradas de sucesso também estão garantidos. 
 
O artista
Gui Ferreira nasceu na cidade de Perdizes, no Alto Paranaíba Mineiro, em março de 1990. A música sempre fez parte da vida do jovem cantor que, desde criança já demonstrava afinidade com as letras de canções sertanejas.

Nas reuniões em casa, Gui Ferreira deixava de brincar com as crianças da mesma idade para estar ao lado dos amigos músicos que se reuniam com os seus pais.

Entre uma música e outra lá estava Gui Ferreira observando, sempre atento aos acordes e acompanhando as letras do sertanejo de raiz que é a fonte de inspiração do cantor.

Foi aos nove anos que Gui Ferreira teve contato com o primeiro violão dado de presente pelos pais. Mesmo sem experiência, tocava o instrumento, buscando acertar os acordes de canções de Tião Carreiro e Pardinho, Milionário e José Rico, Chrystian e Ralf, Matogrosso e Mathias, entre outros ídolos do cantor, desde a infância.

Os pais, vendo o esforço do filho e a vontade de aprender tocar o violão, matricularam-no no Conservatório de Música de Araxá onde freqüentou as aulas até os 11 anos.

Ainda na escola, participou de vários Festivais da Canção, conquistando sempre o primeiro lugar. As participações nesses concursos levaram o jovem músico a despontar no cenário musical da cidade natal.

Gui Ferreira fez várias apresentações em bares e eventos de Perdizes e sempre recebia o apoio e o reconhecimento do público.  

Com 16 anos, o cantor foi convidado para tocar juntamente com uma dupla sertaneja. Até os 17 anos, Gui Ferreira percorreu várias cidades da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba acompanhando os cantores.

No intervalo dos shows, Gui Ferreira sempre dava uma "palhinha" e arrancava os aplausos do público.

Aos 18 anos, Gui Ferreira muda-se para Uberlândia, no Triângulo Mineiro, onde ingressa na Faculdade de Engenharia da Computação. A dedicação aos estudos impediu de seguir a carreira como músico, mas o sonho de ser cantor estava apenas adormecido.

No início de 2010 o desejo de cantar falou mais alto e Gui Ferreira decidiu correr atrás do seu grande objetivo. Foi quando o cantor provou que seu talento estava além de cantar e tocar. Compôs a música "De Tanto Te Amar" e partiu para gravar o primeiro CD.

Mesmo antes de finalizar o álbum, o single "De Tanto Te Amar" já era sucesso na região. Ficou entre as músicas mais pedidas nas rádios no Alto Paranaíba mineiro.
 
Por onde passa o cantor conquistas fãs e deixa sua marca. Seus shows já são reconhecidos pela animação e diversidade, que agrada o público de todas as idades. 

Conheça mais o artista www.guiferreira.com.br

via Érica Magalhães | MF
--
FarolComColetivo de Imprensa
rede web de informação e cultura