quarta-feira, 4 de abril de 2012

Viola, Minha Viola traz Raul Gil em homenagem a Mazzaropi

Jair Magri

Programa especial traz músicas cantadas pelo humorista em seus filmes. Domingo (8/4), às 9h na TV Cultura

O Viola, Minha Viola remonta o clima do período de ouro do cinema brasileiro para comemorar os cem anos de nascimento do ator Amacio Mazzaropi. O programa inédito vai ao ar na TV Cultura às 9h deste domingo (8/4), véspera do dia que marca o centenário do humorista. No especial, a cantora e folclorista Inezita Barroso recebe o apresentador Raul Gil, o grupo Paranga, a dupla Oswaldinho e Marisa Viana e o duo Moacyr e Sandra. O programa será reexibido no sábado (14/4), às 20h.

Todo repertório musical desta edição especial do Viola, Minha Viola está nos filmes do humorista. Logo na abertura, Inezita Barroso canta "O Que Ouro Não Arruma", uma cantiga de garimpeiros cantada por Mazzaropi no filme Candinho (1953). Ela ainda faz um dueto com Raul Gil em "Tristeza do Jeca".

"Mazzaropi foi um gênio do cinema. Não podemos esquecer dele. No começo da minha carreira, fazia muitas imitações do Mazzaropi", lembra Raul Gil. Ele revela, ainda, que participou como figurante no filme Tristeza do Jeca, de 1961.

"Mazzaropi conhecia o folclore do interior do Brasil, sabia usar clássicos caipiras e também fez uma parceria linda com o amigo e compositor Elpídio dos Santos, de São Luiz do Paraitinga", afirma a cantora Inezita Barroso.

O Grupo Paranga, formado por Negão, Renata, João Gaspar e Lia, traz o legado do grande compositor Elpídio dos Santos. Filho de Elpídio, Negão dos Santos acredita que o pai "foi o mais fértil e constante parceiro do Mazzaropi".

No palco do Viola, Minha Viola, o grupo interpreta "Jóia do Sertão"(Elpídio dos Santos), do filme Zé do Periquito (1960); "Dona do Salão"(Elpídio dos Santos/Conde), do filme Fuzileiro do Amor (1956); e "Sopro do Vento" (Elpídio dos Santos), da produção Tristeza do Jeca (1961).

O duo Moacyr e Sandra é uma das pratas da casa no Viola, Minha Viola. Com arranjo do maestro Mário Campanha, a dupla canta "Luar do Sertão" (Catulo da Paixão Cearense/João Pernambuco), trilha do filme Jeca Macumbeiro (1974), e "Galo Garnizé" (Antonio Almeida/Luiz Gonzaga/Miguel Lima), canção do filme Candinho (1953). Já a dupla Oswaldinho e Marisa Viana canta "Fogo No Rancho" (Elpídio dos Santos/Anacleto Rosas Jr.), do filme Jeca Tatu (1959), e "A Dor da Saudade" (Elpídio dos Santos), do filme A Casinha Pequenina (1963).

Dayanne Sousa | Imprensa TV Cultura
--
INFORMAÇÃO | CULTURA | SERVIÇO